sexta-feira, 23 de março de 2012

Ideias arrumadinhas num Ser Sorridente


A vida está no saber Ser. Em cada momento, num contexto que envolve. Na alma de cada um, na sua ligação com o mundo. Por isso, é essencial saber sentir e Ser (emocional e instintivo). Saber estar (relacional), saber aprender (explorar e interpretar o que nos rodeia).

Também convém saber (conhecimento) saber pensar (processar o conhecimento) saber fazer (ter competência técnica) e saber decidir sobre o caminho a seguir.

Mas para viver e ser feliz, é ótimo não pensar, não refletir nem saber. Desconhecer. Ser instintivo. Aprender, sentir, trocar e, dessa forma, positiva, viver … com a natureza de Ser.

Ou, então, saber viver com as ideias arrumadinhas. Numa doce e calma harmonia entre todas as dimensões do Ser.

Mas, as mentes andam cheias de lixo, multiplicado nas informações que nos dão, que buscamos e processamos, que partilhamos. 

São tretas, deturpantes,  assustadoras e irritantes. Dispersoras. Lixo que enche. Lixo que bloqueia, lixo que mente e esconde a alma que somos, transcendente, para além do que nos rodeia.

As mentes são injetadas, desde pequenas, com lixo, pensamentos, dogmas, ideias parvas. Que, muitas vezes, as tornam doentes. Incapazes de se crescerem, de gozarem, de viverem, naturalmente.  

Tudo isto só é relevante se estiver assente, bem cimentado nesse Ser humilde, em paz, sorridente! Que, infelizmente, a maior parte de nós não aprendeu a moldar e, por isso, não sabe criar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário